Personalidade do mês Solange Rosa

Conheça a história e os projetos de Solange Rosa, nossa personalidade do mês

CHO_0730

“Eu acredito na renovação política começando pela consciência do eleitor; que já está bem mudada e não permitirá que continue no poder pessoas que não tenha compromisso com a sociedade”. Assim pensa Solange de Aquino Rosa. Ela é educadora por vocação e sempre usou sua profissão para contribuir socialmente o que lhe rendeu o convite de vários amigos para que lançasse seu nome para concorrer a uma vaga no legislativo.

CHO_0737

Ela conta que é pré-candidata pela força do apelo dos amigos que dizem não ter em quem votar; e avalia a política em Parauapebas como uma triste vergonha. Ela diz que imagina uma política na qual entra pessoas honestas e não muda a postura ante a possibilidade do ganho fácil através da corrupção.

A história da maranhense, Solange Rosa, se confunde com a de Parauapebas onde chegou em 1.988 no Trem de Passageiros, período em que ela diz já ter sido suficiente para se sentir Parauapebense e devedora em contribuir com a sociedade deste município.

CHO_0750

Sua história iniciou em Carajás, onde trabalhou na COBAL (Companhia Brasileira de Alimentos) pelo período de um ano. Em 1.989, concluiu o Ensino Médio (magistério) na Escola Euclides Figueiredo, indo depois cursar pedagogia em Sobral – CE.

Mas seu coração estava em Parauapebas onde construiu casa, constituiu família casando-se com Antônio Santana e teve seus filhos, Robert e Rivya. Mas para contribuir com sua comunidade organizou a Associação de Moradores do Bairro Guanabara e foi à busca das demandas apresentadas pela população: energia elétrica, água encanada, telefone público, asfalto e escola.

CHO_0725

Por conquistar a implantação da Escola Faruk Salmem foi a primeira diretora tendo uma gestão de 8 anos; em seguida assumiu a direção da Escola Antonio Matos, no bairro Nova Vida. Sua vida pública continuou como vice-diretora, coordenadora, secretária e professora em diversas escolas, entre elas, Carlos Henrique, Plácido de Castro, Carlos Drumond, Cecília Meireles e Eduardo Angelim. “Sempre me preocupei com o bem-estar das pessoas, por isso hoje trabalho com ação social e pretendo continuar se chegar a ocupar espaço público através de cargo eletivo”, planeja Solange Rosa.

CHO_0739

Sua área profissional, a educação, ela diz ver como mecanismo essencial para a transformação o que a fez montar uma escola de ensino infantil onde sua intenção é plantar a semente do saber e promover a transformação das famílias através das crianças. “Elas são multiplicadoras em potencial, acredito que o que estou plantando hoje alguém colherá lá na frente e propiciará a solidificação de uma sociedade mais consciente que viverão uma política mais justa”, anseia Solange, admitindo que a educação pública precisa melhorar muito e que nesta seja inserida ações que envolva as famílias.

CHO_0727

Outro mal que ela diz que precisa ser erradicado é o “analfabetismo político”, o que, ainda segundo ela, atrapalha a eleição de pessoas de bem. “A política vem mudando através das novas leis que regem o processo eleitoral, agora o que precisa é as pessoas escolher melhor sem pensar no indivíduo, mas no grupo como um todo”, recomenda Solange.

Redação Chocopeba

Fotos; Chocolate

Comentários

Comentário