Mãe de garotas encontradas nuas e queimadas é achada morta

A mãe de duas garotas de 5 e 7 anos, que foram encontradas nuas e com os corpos queimados, foi achada morta no fim da tarde de  segunda-feira (30) na casa vizinha onde a família morava, em Santa Luzia do Oeste (RO). O principal suspeito dos crimes é o amante da mulher, que está desaparecido.

Segundo informações da Polícia Militar de Rondônia, a mulher foi asfixiada com um lençol. O principal suspeito é o amante dela, o servidor público Idair dos Reis Maria, de 44 anos. Ele havia sido denunciado pela mulher e pelas duas crianças por abuso sexual, na última sexta-feira (27).

As crianças foram encontradas nuas e queimadas na manhã de domingo (29) na área rural do município que fica a 402 quilômetros de Porto Velho, próximo de uma represa. Elas estão internadas em um hospital.

A mãe das garotas era considerada desaparecida, e o corpo foi achado em um barraco ao lado da casa dela, que era usado como depósito pelo suspeito. Não se sabe se a mulher sofreu violência física ou sexual antes de ser morta.

Crime bárbaro

As duas irmãs, com idades entre 5 e 7 anos, foram encontradas nuas, com ferimentos e queimaduras graves pelos corpos na manhã do último domingo (29), próximo a uma represa na zona rural de Rolim de Moura.

As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas para um hospital municipal, e uma das meninas apontou o padrasto como autor da violência.

As primeiras informações apuradas pela polícia são de que a mãe das crianças era amante do suspeito, que mora em Rolim de Moura com a esposa e outra família. Ele havia alugado uma casa no município Santa Luzia do Oeste para a amante morasse junto com as filhas.

Na sexta-feira (27), a mãe das garotas as acompanhou até a delegacia de polícia civil, onde registraram uma ocorrência de abuso sexual contra Idair. Na denúncia, as garotas relataram que haviam sofrido diversos tipos de abuso, porém foram submetidas a exames que não comprovaram a conjunção carnal.

Foi expedida uma medida protetiva para as crianças, o que não evitou o crime.

(Com informações do Portal do Holanda)

Comentários

Comentário